Herpes: Sintomas, causas e tratamentos

herpes-sintomas-causas-tratamentosO herpes é uma infecção causada pelo herpes vírus simplex (HSV). Esse vírus afeta os genitais externos, região do ânus, superfícies mucosas e a pele de outras partes do corpo.

O herpes é uma doença de longo prazo, contudo, muitas pessoas nunca apresentam os sintomas, mesmo sendo portadoras do vírus.

Os sintomas incluem bolhas na pele, úlceras, dor ao urinar, feridas na boca e corrimento vaginal. Embora não exista uma cura para o herpes, ele pode ser tratado com medicamentos e remédios caseiros.

Nesse artigo nós discutiremos os sintomas do herpes, como tratá-lo e evitá-lo.

› › › Clique Aqui e Conheça uma Forma 100% NATURAL para Eliminar a Herpes

SINTOMAS DA HERPES

Herpes Labial

Este tipo de doença é a considerada o tipo de herpes simples. Ela pode ser causada por contato direto com pessoas que já estavam contaminadas, por meio de beijos ou então sexo oral. Este tipo é o mais fácil de ser tratado e se diagnosticado com antecedência pode ter cura. Os principais sintomas são:

  • Erupções nos lábios
  • Bolhas avermelhadas
  • Lesões na boca
  • Crostas amarelas que coçam
  • Desconforto na região
  • Dor de garganta

Herpes Genital

A herpes genital é uma doença sexualmente transmissível. Ela pode ser facilmente prevenida com uso de preservativos, no entanto, é preciso tomar bastante cuidado com o sexo oral, ele pode causar a herpes labial. Quando o vírus fica presente nos órgãos genitais causam muito desconforto, caracterizado por:

  • Dores e irritação entre 5 a 10 dias após a relação sexual que originou o contágio
  • Manchas vermelhas
  • Lesões genitais e bolhas
  • Cascas
  • Úlceras que podem sangrar
  • Dores musculares
  • Dores de cabeça
  • Mal estar no geral

ELES QUEREM ESCONDER ISSO DE VOCÊ!

Você sofre com Herpes? Quem disse que você precisa ser escravo de remédios que tanto fazem mal? Conheça um método 100% Natural que vai ter ajudar a acabar de vez com Herps… Os segredos mas bem escondidos para o tratamento do herpes de maneira natural.

Fatos sobre o herpes:

  • Existem dois tipos de herpes vírus simplex: o HSV-1 (herpes tipo 1 ou herpes labial) e HSV-2 (herpes tipo 2 ou herpes genital).
  • Mais de 50% das pessoas nos Estados Unidos tem o HSV-1.
  • Cerca de 15,5% das pessoas nos Estados Unidos na faixa etária entre os 14 e 49 anos tem o HSV-2.
  • Receber sexo oral de alguém com feridas na boca aumenta significantemente o risco de se infectar.
  • É impossível contrair herpes genital do assento de um vaso sanitário.

Quais são os sintomas do herpes?

A maioria das pessoas não apresentam os sintomas por meses ou anos após ficarem infectadas. Aqueles que apresentam os sintomas durante o período inicial vão notá-los cerca de 4 dias depois da exposição (a média é de 2 a 12 dias).

Muitas pessoas com HSV tem herpes recorrente. Quando uma pessoa fica infectada a recorrência tende a ocorrer com mais frequência. Com o tempo, porém, os períodos de remissão ficam mais longos e cada ocorrência tende a ser menos agressiva.

Sintomas da infecção primária

Infecção primária é o termo usado para o surto de herpes genital que ocorre quando uma pessoa fica infectada. Os sintomas podem ser muito agressivos e podem incluir:

  • Bolhas e úlceras na genitália externa, na vagina ou no colo do útero
  • Corrimento vaginal
  • Dor e coceira
  • Inchaço e enrijecimento dos gânglios linfáticos
  • Dor ao urinar
  • Aumento de temperatura (febre)
  • Mal-estar
  • Feridas ao redor da boca
  • Bolhas avermelhadas na pele

Na maioria dos casos, as úlceras vão sarar e a pessoa não ficará com nenhuma cicatriz.

Sintomas da infecção recorrente

Os sintomas que ocorrem em uma infecção recorrente tendem a ser menos graves e não duram tanto quanto os da infecção primária. Geralmente, os sintomas vão durar por não mais que 10 dias e eles incluem:

  • Ardência e formigamento ao redor dos genitais antes das bolhas aparecerem
  • As mulheres têm bolhas e úlceras no colo do útero
  • Feridas ao redor da boca
  • Bolhas avermelhadas

Eventualmente, as recorrências ocorrem com menos frequência e são muito menos agressivas.

Causas do herpes

herpes

Quando o HSV está presente na superfície da pele de uma pessoa infectada, ele pode ser transmitido facilmente para outra pessoa através da pele úmida que se encontra na boca, ânus ou órgãos genitais. O vírus também pode passar para outro indivíduo através de outras áreas da pele, como os olhos.

Uma pessoa não contrai o vírus ao tocar um objeto, área de trabalho, lavatório ou toalha que foram tocados por uma pessoa infectada. A infecção ocorre das seguintes maneiras:

  • Fazer sexo anal ou vaginal sem proteção
  • Fazer sexo oral com uma pessoa que apresenta feridas na boca
  • Compartilhar brinquedos sexuais
  • Fazer algum contato genital com uma pessoa infectada

É mais provável que o vírus seja transmitido logo antes das erupções aparecerem, quando elas estão visíveis e até que estejam completamente curadas. O HSV também pode ser transmitido para outra pessoa quando não há nenhum sinal de surto, embora isso seja menos provável.

Se uma mãe com herpes genital tiver erupções na pele ao dar à luz, é possível que a infecção seja transmitida para o bebê.

Quais são os tratamentos para o herpes?

tratamento-herpes

Há uma variedade de opções de tratamento que incluem:

Remédios caseiros

Vários remédios caseiros podem ajudar, como:

  • Tomar analgésicos, como acetaminofeno ou ibuprofeno
  • Tomar banhos com água salgada ajudam a aliviar os sintomas
  • Tomar banhos de assento quentes
  • Aplicar vaselina nas áreas afetadas
  • Evitar o uso de roupas apertadas
  • Lavar as mãos cuidadosamente, principalmente depois de tocar a área afetada
  • Abster-se de relações sexuais até que os sintomas tenham desaparecido
  • Se houver dor ao urinar, aplique algum creme ou loção na uretra, como lidocaína, por exemplo

Para algumas pessoas, compressas de gelo podem ajudar. Nunca aplique o gelo diretamente na pele, sempre o enrole em um pano ou toalha.

Medicamentos

Nenhuma droga pode se livrar do vírus do herpes. Médicos podem prescrever antivirais, como aciclovir, que previne que o vírus se multiplique. Medicamentos antivirais vão fazer com que os surtos desapareçam mais rápido e ajudar a reduzir a intensidade dos sintomas.

Geralmente os médicos prescrevem antivirais na primeira vez que a pessoa apresenta os sintomas. Como os surtos recorrentes normalmente são mais leves, o tratamento não é necessário.

Tratamento episódico e tratamento supressivo

O tratamento episódico é geralmente para as pessoas que tem menos de 6 recorrências ao ano. Os médicos podem prescrever um tratamento de 5 dias com antivirais para cada vez que os sintomas surgirem.

O tratamento supressivo é prescrito se uma pessoa sofre mais que 6 recorrências ao ano. Em alguns casos, o médico pode recomendar que o paciente tome antivirais diariamente por tempo indeterminado. Nesse caso, o objetivo é prevenir recorrências futuras. Embora o tratamento supressivo reduza de maneira significante os riscos de transmitir HSV para o parceiro, ainda há riscos.

› › › Clique Aqui e Conheça uma Forma 100% NATURAL para Eliminar a Herpes

Prevenção

Para reduzir os riscos de contrair ou transmitir herpes genital:

  • Use camisinha quando tiver relações sexuais
  • Não tenha relações sexuais quando os sintomas estiverem presentes (genital, anal ou contato com a pele)
  • Não beije quando houver feridas ao redor da boca
  • Não tenha muitos parceiros sexuais

Para algumas pessoas o estresse, cansaço, alguma doença, fricção na pele ou banho de sol podem desencadear recorrências dos sintomas. Identificar e evitar esses estímulos pode ajudar a reduzir o número de recorrências.

Leave a Reply