Como detectar a sensibilidade ao glúten

A sensibilidade ao glúten traz bastante desconforto aos dias e para evitar problema é fundamental eliminar da sua dieta alimentos que contém glúten.

A sensibilidade ou intolerância ao glúten como também é chamada, recebe o nome de doença celíaca pelos médicos. Atualmente sabemos o quanto o glúten traz malefícios à saúde e estima-se que afeta em média 1% da população mundial.

Muitas vezes não é possível identificar o problema nos testes. No entanto, mesmo assim é possível que tenha doença celíaca que traz muito desconforto e incômodo para quem sofre. Por isso, é importante persistir e realizar outros exames para diagnosticá-la e iniciar o tratamento. A sensibilidade ao glúten pode ser apresentada em graus diferentes.

Retirar um alimento do nosso dia a dia não é uma tarefa tão simples, principalmente quando se trata de algo que está presente em grande parte do que comemos. Recomenda-se procurar um profissional e pedir orientação dos alimentos que podem substituir e como deve ser sua nova fase alimentícia, garantindo que sua dieta seja equilibrada e com todas vitaminas e necessidades nutricionais que nosso corpo precisa.

Por ser um problema que vem sendo cada vez mais comum e afeta muitas pessoas. Hoje vamos falar os principais sintomas da sensibilidade ao glúten. Confira!

Quais são os sintomas que alertam sobre a sensibilidade ao glúten?

Se você sofre com algum dos sintomas citados abaixo, procure um médico para confirmar a presença da sensibilidade ao glúten e iniciar um dieta ideal para te ajudar a combater o problema.

• Dores de cabeça e enxaquecas, após consumir alimentos que possuem glúten;

• Problemas gastrointestinais e digestivos, como gases, prisão de ventre, diarreia, cólicas intestinais e inchaço abdominal. Quem possui sensibilidade ao glúten pode apresentar um ou mais sintomas desses. Nas crianças a prisão de ventre após o consumo de alimentos com glúten é o mais comum;

• Cansaço e sensação de fadiga após o consumo de alimentos com glúten;

• Falta de clareza mental e dificuldade para se concentrar após a ingestão de alimentos com glúten;

• Presença de sintomas neurológicos como falta de equilíbrio, tontura, fraqueza, dormência e formigamento em diferentes partes do corpo;

• Inchaço, inflamação e dor nas articulações, como quadril, joelhos e dedos;

• Presença de doenças auto-imunes como lúpus, psoríase, colite ulcerativa, artrite reumatóide e tireóide de Hashimoto;

• Perda de peso repentina que ocorre devido a dificuldade de absorção dos nutrientes.

• Anemia recorrente à ausência de ferro sem nenhuma explicação.

O que fazer ao identificar estes sintomas?

Apesar de esses sintomas serem comuns em quem tem sensibilidade ao glúten, não quer dizer que os sintomas sejam sempre casos de sensibilidade ao glúten. Eles são presentes em diversas outras doenças e por isso é difícil identificar que o glúten é realmente a causa.

Uma dica é ficar atento sempre que consumir um alimento que contenha glúten e analisar se após o consumo alguns dos sintomas surge, como dores de cabeça, problemas na digestão e fadiga.

Outra opção é manter uma alimentação sem glúten por um tempo e ver se os sintomas desaparecem. É importante ter uma dieta rica em frutas, gorduras saudáveis, vegetais e proteínas magras.

Após permanecer dessa forma por um período, analise se os sintomas ainda estão presentes ou se a ausência do glúten resultou em alguma melhoria. Essa é uma maneira eficiente de identificar o problema, que normalmente é difícil de ser descoberto até com exames.

Entretanto, consultar um médico é fundamental para realizar testes e descobrir com ele as melhores formas de tratar o caso de sensibilidade ao glúten e a dieta ideal a seguir daqui para frente

Leave a Reply