12 consequências de dormir mal

Noites mal dormidas afetam nossa saúde fisicamente e psicologicamente. Saiba quais as consequências de não dormir bem!

Diversos estudos e pesquisas comprovam que não dormir pode afetar a saúde e a rotina. Há diversas consequências que afetam o físico e o psicológico quando não temos noites reparadoras de sono.

Segundo especialistas, uma pessoa preciso dormir de sete a oito horas diárias para manter o bom estado emocional, físico e mental. Entretanto, os estilo de vida dos dias de hoje influenciam na qualidade de sono e tempo de descanso.

Confira a seguir 12 consequências que dormir mal pode causar.

Ansiedade e vontade de comer em excesso

A falta de sono está interligada com a vontade exagerada de comer, principalmente nos períodos noturnos quando o metabolismo está mais lento. Isso resulta no consumo excessivo de calorias, causando o aumento de peso.

Quando não com domirmos o suficiente costumamos comer comidas rápidas e muitas vezes por gula e não por fome.

Maior risco de sofrer um acidente

Segundo pesquisas, as pessoas que não dormem por no mínimo 6 horas por dia possuem mais chances de sofrer acidente de carro ao dirigir, pois ocorrer efeitos do cansaço na coordenação ocular. As tonturas podem ocorrer a qualquer momento devido ao cansaço.

Enfraquecimento do sistema imunológico

Quando não temos um sono adequado, nosso corpo fica impedido de descansar corretamente e o sistema imunológico se debilita. Como consequência, passamos a ter mais tendência a adquirir gripes, resfriados e infecções respiratórias.

Emoções descontroladas

Quando não dormimos bem, as regiões do cérebro passam a ficar mais ativas, chegando a 60% e podem provocar emoções e reações inadequadas e descontroladas.

Menos atrativo físico

Para manter uma boa aparência física, com aspecto saudável e bonito, o dormir bem é um dos segredos necessários. Quando dormimos mal, o aspecto de casnaço passa a ser refletido nitidamente em nosso rosto, aumentando as chances de envelhecimento precoce.

Enfraquecimento do tecido cerebral

Passar uma noite sem dormir pode trazer enfraquecimento e perda do tecido cerebral. Esse valor é calculado pelos níveis de sangue das duas moléculas cerebrais, são elas a enolase e o neurônio-específico e a proteína S-100B que aumentam quando ocorre danos.

Problemas de concentração e memória

Não descansar o suficiente e ter um sono reparador causa influência em nossa capacidade de concentração e nos deixa mais esquecidos. Esse problema pode afetar em nossa aprendizagem e capacidade de absorver informações.

Aumenta o risco de um derrame cerebral

Não dormir bem e ter maus hábitos de sono, com o passar do tempo aumentam os riscos de ter um derrame cerebral, principalmente idosos e adultos.

Risco de obesidade

Dormir mal aumenta a ansiedade, o que leva a compulsividade alimentar. Diversos estudos afirmam que não dormir bem afeta o metabolismo e os hormônios leptina e grelina, os principais responsáveis por regular o apetite.

Maior risco de contrair câncer

Apesar de não parecer ter ligação, as pesquisas comprovam que as pessoas que dormem mal correm mais chances de desenvolver pólipos colorretais que podem se tornar maligno com o passar do tempo. Demais estudos relacionam problemas do sono com o desenvolviomento do câncer de mama.

Doenças cardíacas

Uma pesquisa publicada pela Harvard Health Publications garante que dormir mal aumenta as chances de desenvolver hipertensão, obstrução das artérias e problemas cardíacos.

Menor expectativa de vida

Dormir bem é um sinônimo de qualidade de vida e ajuda a ter mais longevidade. Essa pesquisa foi divulgada pela revista Sleep que durante muitos anos se dedicou a estudar hábitos de dormir de 1741 pessoas, sendo homens e mulheres. Com isso, foi descoberto que quem dormia menos corria maior risco de morte precoce.

Leave a Reply